Ver perfil

Dois dedos de prosa - Edição Nº11

Dois dedos de prosa
Dois dedos de prosa - Edição Nº11
Por Dra. Carla Vorsatz • Edição Nº11 • Ver na web
Olá, nesta edição você pode ler: 
Jack Skellington e a Terminologia Anatômica | #Hojetempostediting: Wet mount | #SOStraduçãomédica: Blood-streaked sputum | Libro Rojo edição brasileira: Procedure | XI Congresso Abrates

Jack Skellington e a Terminologia Anatômica
Há algumas semanas postei no LinkedIn este sensacional desenho da @lau_godoy, médica no primeiro ano de residência de anatomia patológica em Murcia e desenhista de mão cheia, criativa e bem-humorada.
Na postagem propus a tradução dos nomes das estruturas ósseas (e nervos) de acordo com a Terminologia Anatômica nos comentários, mas como poucas pessoas participaram, trago aqui para vocês (obrigada a quem participou!).
Em negrito os termos idênticos em espanhol e português.
Jack Skellington por @lau_godoy11
Jack Skellington por @lau_godoy11
  • escápula
  • cabeza del radio — cabeça do rádio
  • diáfisis del antebrazo — diáfise do antebraço
  • cúbito — ulna
  • radio distal — segmento ou porção distal do rádio*
  • nervio mediano — nervo mediano
  • pelvis — pelve
  • acetábulo
  • diáfisis femoral — diáfise femoral
  • fémur distal — segmento ou porção distal do fêmur*
  • tibia proximal — segmento ou porção proximal da tíbia*
  • rótula — patela
  • astrágalo — tálus
  • calcáneo — calcâneo
  • clavícula
  • húmero proximal — segmento ou porção proximal do úmero*
  • nervio axilar — nervo axilar
  • diáfisis humeral — diáfise umeral
  • nervio radial — nervo radial
  • húmero distal — segmento ou porção distal do úmero*
  • olécranon — olécrano
  • escafoides — escafoide
  • cadera — quadril
  • diáfisis tibial — diáfise tibial
  • tobillo — maléolo
*Por influência do inglês e das traduções automáticas, hoje em dia é comum ver “rádio distal” ou “fêmur proximal”, o que em português dá a ideia de que haveria mais de um rádio ou mais de um fêmur em cada membro.
Na realidade os ossos são divididos para fins de localização espacial em segmentos ou partes (ou ainda porções): proximal, medial (ou média) e distal. Portanto não é recomendável usar o decalque do inglês “xxx distal” por causar mal-entendidos; melhor dar preferência a segmento proximal de xxx ou parte medial de xxx ou ainda porção distal de xxx.
#Hojetempostediting
Contexto: ginecologia e laboratório de análises clínicas
Wet mount” é “lâmina a fresco” ou “exame a fresco”, não “monte úmido”.
Lâmina a fresco ou exame a fresco são expressões designando o material que vai ser examinado ao microscópio óptico (light microscope) montado em uma lâmina com alguma solução (p. ex. soro fisiológico e hidróxido de potássio ou KOH), em contraposição ao material montado em uma lâmina que será processada antes do material ser examinado.
Para fazer uma lâmina a fresco todo o necessário é:
  • uma lâmina
  • uma lamínula
  • a solução desejada (água, KOH, soro fisiológico, etc.)
  • o material a ser examinado
Por exemplo, no próprio consultório a ginecologista pode examinar a secreção ou o esfregaço vaginal com visualização direta de microrganismos.
As lâminas que precisam ser processadas exigem a estrutura de um laboratório de análises clínicas, como pela coloração de Gram (Gram stain ou Gram staining) ou a coloração da técnica de Ziehl-Neelsen usada para identificar os bacilos álcool-ácido resistentes ou BAAR* (AFB, acid-fast bacillus test).
*Para os intérpretes: na sigla BAAR a grafia é com duas letras “A”, mas na linguagem médica a fala é com uma só, soletrada: “bê-a-erre”.
#SOStraduçãomédica
Atualização da postagem de 04/07/2020
Atualização da postagem de 04/07/2020
Espectoração com raios sanguíneos, raios de sangue, estrias de sangue, hemoptoicos ou hemoptise franca revela sangue proveniente do aparelho respiratório (laringe, traqueia, brônquios e pulmão).
Também chamada de escarro sanguinolento e escarro cor de ferrugem.
Não confundir com hematêmese (sangue provenienente do trato digestivo) e epistaxe (sangue proveniente da cavidade nasal).
Libro Rojo — vem aí a edição brasileira
Libro Rojo — vem aí a edição brasileira
Clique na imagem para fazer sua inscrição!
Clique na imagem para fazer sua inscrição!
Traduzindo e interpretando um mundo novo
O 11º Congresso Internacional de Tradução e Interpretação da ABRATES reflete uma nova realidade.
A expansão do mundo remoto, em 2020, trouxe grandes oportunidades e saber aproveitá-las é uma habilidade a ser aprendida.
O evento será virtual não só para acomodar as necessidades sanitárias, mas também por reconhecimento às mudanças de realidade financeira pelas quais muitos passamos e porque podemos recorrer a uma das mudanças mais marcantes deste período: a possibilidade de comunicação remota de qualidade.
O maior evento de tradução e interpretação da América Latina agora será global.
Obrigada pela leitura e até a próxima!
Curtiu essa edição?
Dra. Carla Vorsatz

Comentários semanais sobre assuntos relacionados com a tradução médica do inglês para o português, links para o glossário, dicas de leitura, material de referência para tradutores e contato do grupo sobre linguagem médica. Tudo gratuito.

Para cancelar sua inscrição, clique aqui.
Se você recebeu essa newsletter de alguém e curtiu, você pode assinar aqui.
Curadoria cuidadosa de Dra. Carla Vorsatz via Revue.
XSTZ Medical Texts | Textos Médicos — Av. Pasteur 110/7o andar | Botafogo | CEP 22290-240 | Rio de Janeiro, RJ|