Ver perfil

Dois dedos de prosa

Dois dedos de prosa
Dois dedos de prosa
Por Dra. Carla Vorsatz • Edição Nº6 • Ver na web
Olá, esta foi uma semana de mudanças: a página da série #SOStraduçãomédica no LinkedIn passou a se chamar “Dois dedos de prosa” e algumas outras mudanças sobre as quais falo abaixo.
Vamos começar falando um pouco mais de um comentário depois da última edição.

Por que usar o VOLP?
Essa semana fizemos uma postagem sobre o termo “metanálise”, registrado em muitos léxicos também como “meta-análise”.
Sem entrar em discussões ortográficas, etimológicas, estudos de morfemas, composição das palavras, prefiro aqui ser pragmática.
A única grafia que o Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa (VOLP) admite é metanálise.
Qual é a importância disso?
Em todos os concursos públicos realizados no território nacional a prova de língua portuguesa tem peso dois e a obra oficial de referência ortográfica é o VOLP.
Por isso adoto sempre o VOLP como critério ortográfico, para manter a constância vocabular do meus textos e não prejudicar o meu leitor. O meu público são os médicos e estudantes de medicina, que certamente vão prestar vários concursos durante a sua vida profissional e, ao adotar este hábito de redação, acostumo os meus leitores com a grafia aceita. Francamente, não custa nada e facilita muito a vida alheia.
Além de desafogar o judiciário, porque todos os que encontrarem outras grafias nos diferentes léxicos do nosso idioma vão entrar com recurso judicial para assegurar o ponto perdido. Nossa pequena contribuição social.
#SOStraduçãomédica
Blog da série #SOStraduçãomédica 
Gross steatorrhea :: XSTZ
A postagem sobre gross steatorrhea ganhou comentário, junto com a padronização da figura.
Importante aqui é destacar o termo gross que na linguagem médica significa macroscópico, o que pode ser difícil de inferir pelo tradutor acostumado a suas outras conotações.
Série Hoje tem #postediting
Hoje tem #postediting :: XSTZ
Essa semana tivemos sete novas postagens da série e vamos conversar sobre esta, que pode dar margem a equívocos: stiff neck.
A primeira coisa importante a dizer é que na linguagem médica não utilizamos o termo “pescoço”; essa parte do corpo é denominada região cervical anterior, lateral direita, lateral esquerda e posterior ou nuca.
O texto no qual eu estava trabalhando era sobre “rigidez de nuca”, daí a postagem.
Mas é fato que a região cervical pode apresentar rigidez sem o sinal semiológico clássico de rigidez de nuca da irritação meníngea (junto com os sinais de Brudzinski e Kernig, com ou sem o de Lasègue) por outros motivos, na angina de Ludwig (infecção) ou no torcicolo (espasmo muscular), por exemplo.
Neste caso a tradução poderia ser tanto “rigidez cervical” como “rigidez de nuca”.
Série #APALAVRADODIA
#PALAVRADODIA :: XSTZ
A disúria é a dificuldade de urinar que pode ser acompanhada de dor e muita vezes cursa com a urodinia que é a retenção patológica de urina, acompanhada de dor à micção. Embora não sejam sinônimos estritos, costumam ser usados de modo intercambiável, exceto pelos especialistas.
O prefixo grego “dis-” sempre significa problema: algo que vai mal, é difícil, defeituoso, anômalo. Neste caso o problema é a micção ou o ato de urinar, que se torna difícil e doloroso. Muitas vezes a disúria refere-se apenas à sensação de ardência ao urinar, sem dor.
Já o sufixo grego “-dinia”, ὀδύνη (odúnē), significa dor, portanto a urodinia é o quadro de dor miccional.
Links úteis
Links úteis :: XSTZ
Atualizado em 15/05/2021 com o link para o site Catalogue of Bias, um sensacional projeto colaborativo que mapeia todos os vieses encontrados nas evidências em saúde.
Glossário das três séries
Glossários das séries
Grupo TRES - línguas portuguesas
Grupo de Tradutores e Revisores Especializados em Saúde
XSTZ Medical Texts | Textos Médicos
O site está de cara nova!
Grande abraço!
Carla Vorsatz
Curtiu essa edição?
Dra. Carla Vorsatz

Comentários semanais sobre assuntos relacionados com a tradução médica do inglês para o português, links para o glossário, dicas de leitura, material de referência para tradutores e contato do grupo sobre linguagem médica. Tudo gratuito.

Para cancelar sua inscrição, clique aqui.
Se você recebeu essa newsletter de alguém e curtiu, você pode assinar aqui.
Curadoria cuidadosa de Dra. Carla Vorsatz via Revue.
XSTZ Medical Texts | Textos Médicos — Av. Pasteur 110/7o andar | Botafogo | CEP 22290-240 | Rio de Janeiro, RJ|