pensamentos aleatórios em meio ao caos - número #5

#5・
5

edições

Assine minha lista

By subscribing, you agree with Revue’s Termos de Uso and Política de Privacidade and understand that pensamentos aleatórios em meio ao caos will receive your email address.

pensamentos aleatórios em meio ao caos
fazendo jus ao nome da newsletter

ultimamente minha maior preocupação na vida no geral tem sido minha falta de vontade de viver, a qual respondo com inúmeras cobranças, afinal, estou viva, estou vivendo, o mundo inteiro também está vivendo, cadê minha alegria?
apertar nessa tecla por dias e dias a fio tem sido de uma angústia sem tamanho. parece quase uma tortura que eu estou estabelecendo contra mim mesma. e qual meu crime? não corresponder a supostas expectativas de como se deve viver.
fico nessa tortura, nessa lástima até que me lembro de tudo que aconteceu até que eu pudesse chegar até aqui - e mesmo se nada tivesse acontecido, sabe? mas aconteceu. fácil esquecer quando a gente tá louca pra entrar no ritmo imparável da vida cotidiana (e capitalista), mas minha vontade de viver foi talhada de um tanto de jeito pra que agora eu ainda esteja triste e sem lá muitas forças.
escrevo com lágrimas nos olhos de quem lembra, de quem sente falta, de quem ama. 
gina no 1404, recife/pe - 15 de agosto de 2021
gina no 1404, recife/pe - 15 de agosto de 2021
acho que talvez esteja tudo bem que eu não sinta lá muita vontade de viver, apesar de querer muito, afinal, eu quero estar aqui. é só muito difícil como esse mundo nos proíbe até dos nossos momentos de tristeza, nos obrigando a ser feliz e a desejar e a sentir e a continuar.
e não que eu queira aqui romantizar a tristeza. não, nada disso. tá doendo e eu não queria que doesse, por exemplo. na verdade, eu queria criar esse espaço também como um desabafo de como dói, de como tudo isso é solitário (não porque eu não tenha meus amores, mas porque faz parte do processo mesmo), de como tudo te endurece e te cansa.
é uma carta pra dizer que eu tô aqui, que eu tô viva, mas eu tô cansada. eu tô cansada, mas eu tô viva. como preferir.
senti falta de escrever. não prometo nada, mas cá estou novamente. um cheiro. sem recomendações por hoje, apenas espero que ainda estejam aí <3
Curtiu essa edição? Sim Não
taynah a. soares
taynah a. soares @anarcotropologa

aqui você vai ver um amontoado de pensamentos, ideias e reflexões aleatórias, confusas e pessoais de quem tenta se entender e entender o mundo em meio ao caos constante que é a vida. não espere respostas certas ou erradas, apenas um tico de incerteza e muita vontade de construir um outro mundo possível. prazer, sou taynah!

Para cancelar sua inscrição, clique aqui.
Se você recebeu essa newsletter de alguém e curtiu, você pode assinar aqui.
Created with Revue by Twitter.
recife, pernambuco, brasil