View profile

coisas estranhas # - 95

moreno [newsletter]
coisas estranhas # - 95
By moreno [newsletter] • Issue #6 • View online

Cidade dos Sonhos
saiu mais uma lista dos 100 melhores filmes do século 21 (até agora). todo mundo odeia odiar essas listas, mas pra mim servem de checklist pra saber o que já vi e o que falta ver. pra quem já superou essa fase juvenil de acompanhar a crítica convencional a melhor pedida é uma assinatura do Mubi, que é um netflix para artsy movies e películas estrangeiras que não passam no circuito local nem piratebay. lá que eu vasculho as listas de melhores filmes, é garantido.
dessa lista aí da bbc eu já devo ter visto 90% e discordo levemente da ordem dos filmes (por exemplo, eu odeio os filmes do Terrence Malick; Boyhood é legal como projeto, mas não é um grande filme nem em cinematografia, nem roteiro; Interstellar foi subestimado porque já estão com birra dos filmes ultra certinhos do Nolan; incluiria mais uns dois filmes do Ang Lee; The Act of Killing, Margaret e Mad Max achei um equívoco total, nota baixa pros três; alguns filmes essenciais ficaram de fora, como Herói, Valsa com Bashir e até mesmo a trilogia do Senhor do Anéis. Outros filmes não apareceram na lista agora, mas acho que com o tempo vão ganhar status, como Primer e Ex Machina). Mas não dá pra discordar do número 1 da lista.
lembro exatamente o dia que vi Mulholland Drive no falecido cinema inferninho estação icaraí. fora a crítica aos bastidores de hollywood, saí sem entender absolutamente nada. tudo bem que a tradução do título português dava um mega spoiler (Cidade dos Sonhos) e simpatizei com o clima noir porque meus sonhos são exatamente daquele jeito: personagens aleatórios, sem sentido e com cor sepia. mas fora a cronologia inversa (coisa que o Nolan mesmo já tinha feito no Amnésia), não dava pra sacar muito dos detalhes do filme: quem era o cowboy? o que era aquele mendigo atrás da lanchonete? quem eram os velhinhos diabólicos? o que era a caixinha azul? e o club silencio? 
mas diferente de outros artsy movies que eu não entendi nada e não tive menor paciência de tentar entender uma segunda vez (Holy Motors, Upstream Color, Tio Boonmee, filmes do Godard, e o próprio Veludo Azul e Lost Highway do Lynch), Mulholland Dr tinha tantos detalhes interessantes que pedia pra ser revisto. Eu já criei aqui em casa a exibição anual de Cidade dos Sonhos, já revi esse filme pelo menos umas 10 vezes e cada vez que vejo ele se torna melhor. 
não quero falar mais pra não dar spoiler pra quem não viu. pra quem já viu, tem muitas teorias boas sobre o filme na internet, eu concordo com algumas delas, mas ainda acho que o Lynch simplesmente deixou algumas pegadinhas no filme, ou coisas que não tem explicação ou encerramento mesmo, já que o filme originalmente seria uma série de tv e não teve continuidade (aconteceu a mesma coisa na segunda temporada de Twin Peaks, então é aguardar pra ver em 2017 se as pegadinhas se fecham ou se a gente vai morrer sem saber). Lynch mindfucks.
se não viu, assista correndo um dos melhores filmes de todos os tempos. não se envergonhe de não entender nada, quem disse que entendeu de primeira está mentindo. depois de ver, fique a vontz pra assistir de novo e comparar algumas das teorias:
nota 1. outra bizarrice é que o filme é dedicado a uma moça chamada Jennifer Syme, que foi assistente do Lynch no Lost Highway e tinha uma filha com o Keanu Reeves. Ela morreu um mês antes do lançamento de Mulholland Dr. num acidente de carro muito parecido com a parte inicial do filme, depois de uma festa na casa do Marilyn Manson, que por sua vez foi processado pela mãe da moça morta como causador do acidente. Mindfuck.
nota 2. por falar em Marilyn Manson, que foi inocentado do caso citado acima, e é um dos meus artistas favoritos, ele e Justin Bieber agora são super amigos: The evolution of Marilyn Manson: from Columbine scapegoat to Belieber
nota 3. estava tentando lembrar do antigo cinema em niterói (galeria da lopes trovão com moreira césar) onde assisti Cidade dos Sonhos na primeira vez. não lembrava o nome, mas parece que foi o antigo Cinema Um, transformado no Estação Icaraí, depois em papelaria. Pois olha que resgate, Niterói passou de cidade repleta de cinemas de rua, para a cidade dos cinemas fechados, para ressurgir como complexo cinematográfico. Niterói é a única cidade do mundo que tem cinema drive-in que não depende de carros. mas o q
Outra Terra
novamente descobriram outra Terra, mas isso é irrelevante porque não sabemos ainda como chegar lá (se Interstellar estiver certo a gente chega lá em 2069. Se der tudo errado, Elysium). tem três filmes muito legais sobre mundos-espelhos da Terra: Odisséia para Além do Sol, MelancoliaA outra Terra (Melancolia mereceu aparecer na lista dos 100, embora eu ache que Dogville seja mais original e deveria estar acima).
Anti-terra é um conceito grego para uma segunda Terra invisível: “em relação à anti-Terra (antichthon), seria um corpo celeste como a Terra e, segundo Aristóteles, (…) eles [os pitagóricos] dizem que os corpos que se movem nos céus são dez, pois, como os corpos visíveis são apenas nove, inventaram um décimo corpo para atingir esse número – a anti-Terra”.
No Man Sky
Boças ao redor do mundo piraram com o aguardado lançamento do No Man’s Sky. A principal característica do jogo é que seu universo virtual, incluindo as estrelas, os planetas, as formas de vida, ecossistemas e o comportamento estranho do espaço, é criado através de geração processual usando algoritmos determinísticos e geradores de números aleatórios. Ou seja, o jogo é moldado instantaneamente a medida que os jogadores vão explorando as fases. Os desenvolvedores estimam que com o número de combinações do programa, o universo virtual pode incluir mais de 18 quintilhões (18,446,744,073,709,551,616) de planetas.
Mas o que é um jogo como o No Man’s Sky, realmente? Um conjunto de símbolos que determinam as características de um mundo, mas que sozinhos não constituem nada. Uma gramática rica que é inerte, até que aconteça a intervenção humana. Isso não soa como algo que conhecemos bem? Sim, soa como um livro. How No Man’s Sky Is Like Reading
Até agora o jogo está com mixed reviews, ‘No Man’s Sky’ Is Like 18 Quintillion Bowls of OatmealI’m Struggling With No Man’s Sky; mas levantou uma discussão interessante, How the Video Games Industry Created Its Own Cult of Toxic Fans, e tem uma trilha sonora super decente, No Man’s Sky soundtrack.
Last Chance U
vi o thumbnail com futebol americano no netflix e não resisti. lá fui eu assistir os 6 episódios de Last Chance U. rapaz, a série é chavão esportivo os 4 primeiros episódios, os jogadores, os técnicos, o racismo, a miséria, os estados unidos da america, tudo é uma espécie de caricatura de si mesmo, mas a metade final do penúltimo e o último capítulo fazem a temporada toda valer a pena. O tema é chavão, mas a série é autêntica. Pode não ser atraente pra quem não curte futebol americano, é difícil de explicar rapidamente, mas a história gira em torno de uma universidade de terceira categoria que funciona como um rehab para bons jogadores que tiveram desempenhos acadêmicos ruins, e estão ali tentando a sorte de jogar uma temporada na liga menor, só pra ganhar visibilidade das universidades grandes e conseguir as notas necessárias para poder continuar jogando. Em tempos de olimpíada e nacionalismo é interessante ver como funciona o incentivo ao esporte de alto rendimento no país que é o campeão de medalhas (mesmo em um esporte não olímpico). No futebol americano deve ter 0000,1% de jogadores que chegam até a NFL. Todos os demais morrem pelo caminho, sem plano B nenhum. Nada diferente do nosso futebol aqui. 
Gawker
Em 2007 o Gawker, um blog de fofocas, publicou que um post afirmando que Peter Thiel era gay. Thiel é um bilionário da tecnologia que co-fundou o PayPal, e decidiu se vingar. Desde então ele começou a financiar na surdina ações judiciais de outras pessoas contra o site em uma tentativa de forçar a empresa à falência. Em março, um de seus beneficiários, o ex-lutador de telecatch Hulk Hogan, ganhou uma ação de U$ 140 milhões contra a Gawker Media por ter invadido sua privacidade. O site tinha publicado um trecho de uma sex tape dele. Gawker ainda está apelando contra a decisão, mas esta ação finalmente levou a empresa à falência. 
A história tem dois lados. De um, o Gawker sempre esteve no business das notícias constrangedoras e controversas. Do outro, você vive em um país onde um bilionário pode levar uma publicação à falência. “Se você quer escrever histórias que podem irritar um bilionário, você precisa trabalhar para outro bilionário, ou para uma empresa de bilhões de dólares. A lei não irá protegê-lo. Não há liberdade neste mundo, somente poder e dinheiro.” Gawker Was Murdered by Gaslight
via @anita22
via @anita22
Did you enjoy this issue?
moreno [newsletter]

quando faço 3 gols peço chatuba de mesquita

If you don't want these updates anymore, please unsubscribe here
If you were forwarded this newsletter and you like it, you can subscribe here
Powered by Revue