View profile

coisas estranhas # - 86

influenciados, mudei a newsletter de lugar
coisas estranhas # - 86

TV
gostaria de deixar breves considerações sobre black mirror: formato de antologia gostamos, tema distopia scifi idem. mas episódios de 30 minutos no máximo. aí vc tem uma série com episódios de desnecessariamente 1 hora, humor inglês e finais ruins. sorry, nota 6 no meu IMDB.
vamos ao que interessa, violência e gore em walking dead. parece que teve um outrage com o episódio que deixou marquês de sade orgulhoso, o que não deveria ser surpresa pra ninguém que acompanhou o quadrinho. as mortes em questão foram bastante fiéis ao original, exceto pela cronologia. em suma, no quadrinho morre geral, umas 4 vezes. 
TWD é uma série de merda, eu insisto em assistir no fastforward só porque, como li o quadrinho, gosto de ver a representação em tela. mas sempre me arrependo. a série é ruim demais.
economize 7 anos da sua vida assistindo esse recap
Outra crítica tanto ao quadrinho como TV é que os autores persistem na defesa de homens brancos como líderes, enquanto mulheres, negros e outras minorias estão notavelmente ausentes da narrativa. Esse é um padrão da ficção pós-apocalíptica moderna, onde pessoas negras quase não existem. Em TWD elas são descartáveis: são inseridas e quase imediatamente apagadas, como se somente para cumprir a política de cotas. Quando um novo personagem negro é introduzido, os outros negros já podem começar a temer por sua longevidade.
“Os autores, homens brancos, podem querer implicar que os homens negros da série morrem porque mantiveram a sua humanidade, mas em um mundo como aquele, humanidade não é uma perspectiva razoável. Não suporto mais um episódio vendo homens negros sendo apresentados como idiotas, inúteis, moralistas que não possuem a vontade nem a habilidade para sobreviver”. Not one more minute will I devote to watching Black men portrayed as weak, spineless and ineffective.
The Walking Dead não consegue conceber uma nova visão para a civilização que quebra o domínio do whiteness e do patriarcado. A verdadeira questão é por que o gênero de zumbi moderno, tipificado pela série, posiciona em grande parte mulheres, negros e minorias como personagens supérfluos. The Walking Dead: Gender, Race & Sexuality
vamos falar de coisa boa: Westworld. não comecei a ver ainda, vou esperar acumular mais alguns episódios e ver em bloco. mas se tem Evan Rachel Wood só pode ser bom. In Praise of Westworld’s Dolores: Television’s Stereotype Smasher
Leituras
Nem sempre a gente pensa sobre o que é preciso para viver nossas vidinhas convenientes de classe média sofrida. Eu por exemplo compro roupa na Zara, me julguem (odeio trabalho escravo, mas também odeio atendentes de lojas). O celular, o laptop, o ereader, a bateria do carro elétrico, são todos feitos com cobalto e 60% desse material circulando no mundo vem de uma empresa chinesa de mineração na África do Sul, operando nas condições mais opressivas de trabalho. artigo incrível. The cobalt pipeline: Tracing the path from deadly hand-dug mines in Congo to consumers’ phones and laptops
Os meios de comunicação geralmente não informam sobre suicídios a menos que tenham um impacto maior sobre o público. Exemplos aqui no Rio são os suicídios não divulgados na UERJ e no Metrô. Exceção, aqui vai um artigo triste escrito por um repórter que testemunhou o suicídio de uma mulher em uma rua movimentada de Chicago, afetando profundamente aqueles que o viram, incluindo ele: Life on a ledge
James Gleick, que só escreve grandes livros de conteúdo especializado para leigos, saiu com mais um: A Nonlinear History of Time Travel: Births, deaths, and other time travel paradoxes. História das viagens no tempo, por enquanto, até que alguém viaje de volta ao passado e mude tudo. ainda sem tradução, tem pra vender no amazon
o querido Miguel se mudou pra Portugal e está relatando a saga no Gajo de Quinta. “Não farei a Carlota Joaquina batendo poeira dos sapatos porque pretendo descer da caravela com cada boa lembrança e cada dificuldade que me moldou e me fez o que sou: um carioca rabugento refugiado em São Paulo que se aventura por esse Portugalão-de-meu-Deus. Aqui vou escrever esta história entre pastéis de nata e chávenas de ginjinha.”
existem duas leis universais. a primeira vcs já conhecem, é que não importa qual fila eu escolher no guanabara, aquela será sempre a mais lerda. a outra é a lei dos 5 segundos. um alimento caiu no chão, 5 segundos. é o tempo que tenho para resgatá-lo sem risco de contaminações. minha vida é regida pela lei dos 5 segundos desde sempre, e estamos aí, provando sua confiabilidade. I’m a Doctor. If I Drop Food on the Kitchen Floor, I Still Eat It.
Lifehacks
vocês que tem iphone e já foram roubados, me digam o que fazer. porque eu já estudei horrores e não consegui ainda um guia de como não ter todas as minhas contas hackeadas em caso de perda do celular. tenho 2 step verification pra quase todas as grandes contas (gmail, facebook), mas de nada adianta se a verificação é feita por SMS. logo, basta a pessoa ter acesso ao celular. ajudem. Adding a phone number to your Google account can make it LESS secure.
Links
les incroyables photos de la construction de la Tour Eiffel
tabela periódica do clipart
camêra desenvolvida pela NASA para analisar o combustível dos foguetes
dá um trabalho dá porra, mas o resultado é lindão
guarda chuva de natal: aceito

vlw flw
vlw flw
Did you enjoy this issue?
influenciados, mudei a newsletter de lugar

novo endereço:
moreno.substack.com
assinem lá. abs

If you don't want these updates anymore, please unsubscribe here
If you were forwarded this newsletter and you like it, you can subscribe here
Powered by Revue