View profile

coisas estranhas # - 46

melhores piores links de bibliotecas em 2017
influenciados, mudei a newsletter de lugar
coisas estranhas # - 46
melhores piores links de bibliotecas em 2017

librariana
da minha parte esse ano o BSF ficou abandonado por completo. texto como plataforma de conteúdo ficou defasado, eu envelheci, biblio é uma área que decepciona mais que orgulha, então é isso, so long farewell auf wiedersehen adieu. mas continuo lendo algumas coisas, então, até que eu volte pro BSF com stories fofinhas, fiquem com essa lista de tudo do ano que merece menção honrosa bibliotecária.
tinta conductiva liderando a experiência de leitura num mundo pós-telas. muitos outros projetos similares aqui e aqui
fantástica edição para fahrenheit 451
as melhores fotos de biblioteca. o doido tá no insta tb
melhor projeto de arquitetura que vi esse ano, funcional até dizer chega. seria uma referência perfeita pra biblioteca universitária que trabalho: menos estantes, mais mesas e tomadas, zero periódicos. exceto que: universidade pública e funcionalismo paralisados na década de 80.
o aplicativo que eu precisava para explicar como a inteligência artificial acaba com o emprego dos bibliotecários. a explicação inicial tá aqui
não poderia estar mais satisfeito com a evolução da brasiliana iconográfica. quem tá mandando muito bem tb é o arquivo nacional no IG. porque nunca é tarde para desvelar tesouros escondidos
acompanhei diariamente os maravilhosos stories do museo del prado: um funcionário anônimo começou a postar lives do museu antes dele abrir pro público, demais. 
digitalização que usa lego para as braçadeiras de página, foda
bibliografia de pesquisa como dados estruturados, que coisa mais linda
lava-jato para livros porque sim. tem pra vender aqui
se o lineup da conferência não for assim nem vou
[os links acima destrinchados em suas respectivas categorias cdd]
tecnologia: bookshelf cria coleções simples e rápidas, uma solução para a proposta do caruso de acabar com cdd e aacr nas bibliotecas. é a playlistização da biblio vindo aí. realidade aumentada cada vez melhor. acho que podia ter um esquema assim up & down nos catálogos de biblioteca. 
leitura pós-tela: muitas experiências interessantes que incrementam a leitura em tela ou numa perspectiva pós-tela. diagramação do livro novo do stephen wolfram, a new kind of science. demo de physical book, que é parte do projeto que cria códigos que criam livros. diagramação não tão boa sobre a história do livro, mas tentativa interessante, the book as. livros domínio público, diagramação decente, ótima iniciativa, standard ebooks. não curto muito esse tipo de instalação mas vá lá.
apps: 100 million books, um livro novo a cada aba nova. librarian da fermat library para os artigos publicados no arxiv. make america medieval again, troca imagens de trump por digitalizações de manuscritos medievais. libby app super bem feito para as biblioteca públicas que usam overdrive. readingstash é tipo tinder de livros? eu não sei dizer. não testei esse simplified, mas a apresentação foi excelente. app só com livros publicados por negros ou que incluem personagens negros, we read too.
arquitetura: todo mundo só falou daquela biblioteca na china, mas esquecerem de reparar que a maioria das estantes não possui livros de verdade. não acompanhei muitos projetos recentes, mas gostei muito da biblioteca de beyazit e aqui no brasil da escola eleva. e tem essas estantes escaláveis tb, e essa versão baixa renda da biblioteca de tianjin. um site tava tentando fazer um trabalho legal, mas parece que parou, les plus belles bib du monde.
digitalização: british library mandou ver num dos maiores atlas que existem. não tá perfeito, mas quase, alguém podia lançar uma hemeroteca nesses moldes. o livro modelo da caligrafia, bonito pra cacete.
arte: o amigo que deu vida à coleção medieval da bbteca criando gifs da zuera. livros cristalizados. versão online da exposição sobre todos os livros roubados de uma biblioteca. tava pesquisando logos de biblioteca no pinterest mas acabei encontrando esse post antigo sobre o redesign da nypl. declínio do império romano nessas sagazes lombadas. backup físico de ebook, qual a necessidade disso. parthenon de livros onde livros foram queimados pelos nazi. leilão da putaria. monte fuji 360. capas animadas. vojtěch kubašta o rei dos livros popup. exposição do acervo da transcendência, demais.
recursos: observatório da censura nas biblioteca brasileiras. a biblioteca que na verdade é o final do caçadores da arca perdida. boa tática da companhia das letras de recomendação individual de livros, fica a dica. ou essa, mande sua tattoo que a biblioteca recomenda um livro. a biblioteca que criou um bannerzinho que indicam os livros que as pessoas podem sentir vergonha de pedir.
achados: blog ótimo sobre marcas incomuns de pontuação, shady characters. librairie mollat meilleur insta de livraria. coleção de fotos foda da fundação calouste gulbenkian. contrabandistas de livros que se tornaram símbolo da resistência dos lituanos à russificação. archives of sexual behavior melhores artigos. kindle do século 17. um tumblr só com as coisas cortadas na metade. história locona de como um livro tosco foi parar na lista de mais vendidos do nyt. os menores artigos científicos publicados.
leituras: fabiano caruso continua gênio e explica o passado, presente e futuro da biblioteconomia na biblioteca aberta e seus inimigos. mas ele também consegue ser fofinho. marina explica o que sabe, que é tudo, sobre indexação de filmes. o que é humanismo digital? conheço muitos bibliotecários que não sabem escrever um email, então não cola comigo esse papo de competência informacional. in the war on fake news, school librarians have a huge role to play. competência informacional pra quem dá cursinho de competência informacional. alan kay responde how could public libraries disrupt themselves? problema do tamanho do kid bengala nos vocabulários controlados da putaria. como os catálogos de ficha moldaram nosso mundo. artigo porrada que explica como a elsevier mudou de provedora de conteúdo acadêmico para information analytics company, razão por qual os grandes editores agora estão cagando pro sci-hub. quem é o dono da ciência digital? holtzbrinck tá tudo dominado. como a realidade aumentada está revolucionando museus e tudo mais. o fim das bibliotecas públicas é ser um mero hashtag no instagram.
memes: bibliotecária de referência que empresta xale de crochê pros usuários. biblioteca pública para pássaros possui lista atualizada de todos seus usuários. adorável poster do festival nacional do livro. eu na biblioteca do ccbb rio cortando os pulsos. haha essa mesa. lápide dos bibliotecários, agora com número de crb obrigatório. batalha da curadoria no twitter. melhor pior presente que vc pode dar para uma bibliotecária neste natal. bibliotecários são tão filhos da puta que eles negam ao pobre max o direito universal à educação.
mad max
mad max
Did you enjoy this issue?
influenciados, mudei a newsletter de lugar

novo endereço:
moreno.substack.com
assinem lá. abs

If you don't want these updates anymore, please unsubscribe here
If you were forwarded this newsletter and you like it, you can subscribe here
Powered by Revue