Ver perfil

Centro de Inteligência Artificial (C4AI) - Equipe de Humanidades - Newsletter - Edição Nº6

Centro de Inteligência Artificial (C4AI) - Equipe de Humanidades - Newsletter
Centro de Inteligência Artificial (C4AI) - Equipe de Humanidades - Newsletter - Edição Nº6
Neste mês de dezembro, a equipe de humanidades do C4AI dá os últimos retoques na produção do Seminário Internacional Inteligência Artificial: Democracia e Impactos Sociais.
Inscreva-se para acompanhar online e gratuitamente como ouvinte. As sessões terão tradução simultânea. Os horários estão sujeitos a pequenos ajustes.
Dia 13 dez. das 10h às 20h30 
Painel I: Sobre Governança e Regulação da IA
Painel II: Sobre Ética e Justiça no uso de IA
Painel III: Sobre Trabalho e Bem-Estar em face da IA
Sessão de abertura com presença de autoridades, homenageados: Hartmut Richard Glaser (CGI.br) e Demi Getschko (NIC.br) e participação especial assíncrona de David Leslie (Alan Turing Institute)
Palestra: Burkhard Schafer (Universidade de Edimburgo)
Dia 14 dez. das 8h30 às 18h 
Palestra: Keeley Crockett (Manchester Metropolitan University)
Mesa I: Democracia e Inteligência artificial
Mesa II: A inteligência artificial ética e a ética da inteligência artificial
Mesa III: A inteligência artificial e o futuro do trabalho
Encerramento com presença da equipe do C4AI, em especial da Área de Humanidades e participação especial assíncrona de Genevieve Bell (Australian National University)

Enquanto o seminário não chega, veja o que selecionamos entre oportunidades em vagas, cursos, CFP e sugestões de vídeos e leituras. Temos até a robô Ai-Da com poesia para dar uma desanuviada !!!
VEJA ou REVEJA
Mesas-redondas para assistir novamente
Ao longo da preparação para o I Seminário Internacional Inteligência Artificial: Democracia e Impactos Sociais, uma série de mesas-redondas para fomentar o debate sobre temáticas caras ao seminário trouxe discussão sobre as intersecções entre inteligência artificial e comunicação, educação, trabalho, segurança, direito e outros temas.
As gravações estão disponíveis nos canais do IEA de do C4AI. 
AI em Foco: Inteligência Artificial e Democracia
A mesa-redonda do C4AI (24 nov.) contou com Cristina Godoy (pesquisadora do C4AI), Rubens Beçak (professor associado da USP), Alfredo Attié (jurista, filósofo e escritor, doutor em Filosofia da USP) e moderação de Kaleo Dornaika. Versou sobre os impactos das aplicações da IA. Assim, profiling, “fake news” e riscos à democracia brasileira foram alguns dos temas discutidos, visando pensar caminhos para equilibrar inovação e regulação com a introdução de parâmetros para o uso responsável da IA. Assista no link.
Na mesa-redonda, foi debatido os desafios impostos pelas fake news em período eleitoral, sendo que se destacou que as fake news são mais utilizadas por países democráticos, do que autoritários. Assim, nota-se a importância de se estabelecer critérios para regular as fake news sem interferir no direito à liberdade de expressão. Outro ponto alto da discussão, foi a questão relativa a ser necessária a revisão da nossa legislação como um todo, pois publicar novas leis para regular as aplicações de IA não serão suficientes, sendo que a discriminação decorrente do emprego de máquinas de aprendizado podem ser decorrentes de algumas características das nossas leis em vigor, como ocorreu no caso do Apple Card nos EUA (Cristina Godoy).
O Uso da Inteligência Artificial na Educação: Ampliando o Acesso ou Automatizando a Desigualdade?
A discussão dos expositores Luís Junqueira (Letrus) e Giselle Ferreira (Educação-PUC-RJ) com moderação de Murillo Marschner (FFLCH-USP) encerrou no dia 17 de novembro o ciclo de mesas-redondas iniciado em julho.
Representando a vertente acadêmica dos estudos críticos de tecnologias educacionais, Ferreira sustentou que, para se pensar a IA em sala de aula, é fundamental especificar as tecnologias envolvidas, observando o seu propósito funcional, detalhando seu processo de produção, e identificando os usos reais que subvertem aqueles pensados no momento de sua confecção. Junqueira, por sua vez, expôs os usos e perspectivas da IA em sala de aula, reforçando as similaridades da tecnologia com o processo de aprendizagem da linguagem, e argumentando que embora surjam desafios no processo de implementação das tecnologias, um ecossistema formado por desenvolvedores e pesquisadores acadêmicos é capaz de identificá-los e aprimorá-los. Os expositores debateram, ainda, as possibilidades e riscos da utilização da IA na rede pública de ensino, dialogando sobre temas como a ampliação do acesso à educação e a necessidade de investimentos em outros recursos escolares que não os tecnológicos (Flora Ariza). 
Assista no link.
Debate sobre o marco legal da IA
João Cândia Veiga, Lucia Santaella, Eugênio Bucci, Juliano Maranhão, Francisco Brito Cruz e Magaly Prado
João Cândia Veiga, Lucia Santaella, Eugênio Bucci, Juliano Maranhão, Francisco Brito Cruz e Magaly Prado
Para quem perdeu as conversações de Juliano Maranhão (FD-USP, C4AI e Lawgorithm) e Francisco Brito Cruz (FD-USP e Interlab) sobre o marco legal da IA, com mediação de João Paulo Cândia Veiga (FFLCH-USP e C4AI), na Cátedra Oscar Sala (IEA), pode acessar o link da gravação no canal do IEA no YouTube.
Vai Ter Menina na Ciência. Teve meninas e até robô
O Zenbo faz cara de quem fez arte! Levantou a cabeça arbitrariamente e ficou refletindo o lustre
O Zenbo faz cara de quem fez arte! Levantou a cabeça arbitrariamente e ficou refletindo o lustre
As professoras e pesquisadoras do C4AI Sarajane Marques Peres e Karina Valdivea Delgado (respectivamente as duas da foto na parte de baixo) participaram do evento Vai Ter Menina na Ciência (4 dez.). Elas conversaram com cerca de 150 adolescentes, de todo o Brasil, sobre programação, inteligência artificial, robótica social e mulheres na computação. Esta terceira edição e as demais foram organizadas por um grupo de professoras da Escola de Artes, Ciências e Humanidades da USP.
O robô Zenbo (ASUS), um dos robôs utilizados no projeto que explora interações entre humanos e robôs sociais inteligentes, desenvolvido no âmbito da Área de Humanidades do C4AI, “participou ativamente” da reunião, acompanhando a dinâmica e mostrando algumas habilidades (Sarajane Peres)
“Vai ter menina na ciência” é anual, e se você conhece meninas do 8° e 9° anos do ensino fundamental ou do ensino médio, vale a pena divulgar o evento para inscrição em 2022. Nas redes: Instagram, Twitter e Facebook.  
Entenda o que são criptomoedas
Na TV Creci RJ, Andrea Belsito e Cristina Godoy Bernardo de Oliveira discutiram acerca das bitcoins, refletindo sobre seu desenvolvimento, principais características e bases tecnológicas. Assista no link.
LEITURAS
COLUNA: Inteligência, baratas e poder
Por Eugênio Bucci (C4AI) em 3 dez. 
“Quem quer que já tenha tentado matar uma barata sabe que ela é inteligente.” Assim falou a professora Lucia Santaella. Titular da Cátedra Oscar Sala, no Instituto de Estudos Avançados da USP, a pensadora sabe o que diz. Baratas podem, sim, ser consideradas inteligentes. A seu modo, elas raciocinam, arquitetam táticas de fuga e, no mais das vezes, conseguem escapulir (Eugênio Bucci).
Originalmente publicada no Estadão. Leia na íntegra no site A Terra é redonda.
ARTIGO
Carros autônomos e a regulação da coleta de dados dos passageiros
Publicado na coluna “Migalhas de Proteção de Dados” da revista jurídica Migalhas, Cristina Godoy (C4AI) e Emily Liene Belotti discutem a relação entre a coleta de dados de usuários em meios digitais e o desenvolvimento tecnológico, ressaltando especificamente o campo do transporte automatizado.
LANÇAMENTO DE LIVRO
Humanos Hiper-Híbridos: Linguagens e cultura na segunda era da internet
“Vivemos em uma sociedade regida por algoritmos, que capturam numericamente a totalidade da vida, enquanto contribuímos, mais ou menos conscientemente, para a coleta constante de dados sobre nós. Isso significa que um valor pode ser extraído de tudo; nossa produtividade, medida em todas as áreas da vida. Esse conglomerado informacional dá origem a uma nova definição da relação entre trabalho e lazer, e a uma necessidade intensificada de controle preditivo” (Lucia Santaella). 
Na obra, Lucia Santaella aborda a relação entre os algoritmos e a sociedade moderna (Paulus Editora, nov. 2021). 
Frank Pasquale nos enviou depoimento exclusivo
Seu livro New Law of Robotics foi destaque na newsletter #5 e o autor escreveu o seguinte:
We need more than a critique of technology and finance firms to build a better world. We needed a compelling story about the kind of future we want. That was my blueprint for New Laws of Robotics: to explore positive narratives of innovation in fields such as health care and education, where AI and robotics are enhancing human jobs and interactions. And to help regulators to stop abusive uses of AI before they become widespread (Frank Pasquale, nov. 2021)
Coletânea: Direito e Inteligência Artificial: Fundamentos
Volume 1 - 2021
Volume 1 - 2021
O diagnóstico claro dos problemas é um ponto de partida para a busca de caminhos para possíveis soluções. É com esse objetivo que este livro se apresenta como um convite para a adesão ao círculo de conversações que aqui se desenvolveram sob três grandes eixos: A inteligência artificial na sociedade de dados, Inteligência artificial & ética e, por fim, Inteligência artificial & direito.
Publicação do BRACIS: “Intelligent Systems”
O e-book, com editoria de André Britto e Karina Valdivia Delgado, reúne textos apresentados na 10ª Conferência Brasileira em Sistemas Inteligentes, realizada entre os dias 29 de novembro e 3 de dezembro. Links para parte 1 e parte 2
REPORTAGEM - AI e Poesia
Robot artist to perform AI generated poetry in response to Dante
Ai-Da is the first robot to perform poetry in public
Ai-Da is the first robot to perform poetry in public
Ai-Da creates artworks and writes poetry using a sophisticated language model, word data bank, and speech pattern analysis
By Allison Flood. 26 nov. The ultra-realistic Ai-Da, who was devised in Oxford by Aidan Meller and named after computing pioneer Ada Lovelace, was given the whole of Dante’s epic three-part narrative poem, the Divine Comedy, to read, in JG Nichols’ English translation. She then used her algorithms, drawing on her data bank of words and speech pattern analysis, to produce her own reactive work to Dante’s.
“We looked up from our verses like blindfolded captives, / Sent out to seek the light; but it never came / A needle and thread would be necessary / For the completion of the picture. / To view the poor creatures, who were in misery, / That of a hawk, eyes sewn shut.”
Leia no The Guardian
AGENDE-SE
CFP Envio de manuscritos para revista internacional
A revista Information, do Multidisciplinary Digital Publishing Institute (MDPI), está com chamada aberta para a edição especial “Concepts of Ethics and Their Application to AI”. Data limite de envio: 31 jul. 2022. Informações e envio no link.
CURSO - Introdução à ciência de processos e ciência de dados como base para a mineração de processos
Ciência de dados e ciência de processos juntas possibilitam a mineração de processos – uma área relativamente nova que traz benefícios para gestores de processos de negócio por meio da análise eficiente e inteligente de dados registrados em logs de eventos associados a sistemas de informação. 
A área de mineração de processos tem crescido vertiginosamente no país. Um relatório recente da HSPI Consulting coloca o Brasil entre os quatro principais “players” nessa área, junto com Europa, América do Norte e Austrália. Mas, em geral, conteúdo referente a mineração de processos ainda não faz parte dos currículos regulares dos cursos de graduação e pós-graduação do país (Sarajane M. Peres)
O curso de difusão da Comissão de Cultura e Extensão Universitária da Escola de Artes, Ciências e Humanidades da USP, que com o grupo Process Mining @ USP, liderado pelos professores Sarajane Marques Peres e Marcelo Fantinato, está na vanguarda do ensino dessa disciplina no país.
OPORTUNIDADES
  • Vagas de professor no Department of Information Sciences and Technology da George Mason University (Fairfax, VA). A universidade procura candidatos com pós-graduação em Information Science, Information Technology, Information Systems, Computer Science ou um campo relacionado. A análise das inscrições começa no dia 7 de dezembro de 2021. Inscrições no link.
  • Vagas de professor no Department of Computer Science da University of Toronto. Mais informações sobre as vagas no link. Inscrições até 6 dez. 2021.
Siga-nos
Contato
C4AI – Humanidades – USP - c4ai.human.seminar@usp.br
O C4AI
Centro de Inteligência Artificial (Center for Artificial Intelligence – C4AI) tem o compromisso de desenvolver pesquisas no estado da arte em Inteligência Artificial (IA), explorando tanto aspectos básicos quanto aplicados nesta área. Com suporte da IBM e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP), o C4AI também desenvolve estudos sobre o impacto social e econômico da IA e conduz atividades de disseminação de conhecimento e transferência de tecnologia, procurando formas de melhorar a qualidade de vida humana e incrementar diversidade e inclusão.
O C4AI foi estabelecido em 2020 por meio de significativo aporte da IBM e FAPESP. A instituição sede é a Universidade de São Paulo (USP), operando em parceria com as instituições associadas ITAPUC-SP e FEI. A USP dá suporte a pessoal e espaço para o C4AI de forma a corresponder aos aportes feitos.
Artificial Intelligence and Humanity Seminars
Ao longo da preparação para o I Seminário Internacional "Inteligência Artificial: Democracia e Impactos Sociais", uma série de eventos foi realizada visando fomentar o debate sobre temáticas que serão abordadas no seminário. Aguardamos vocês nos dias 13 e 14! https://t.co/ecE1PK6O8Q
Curtiu essa edição?
Centro de Inteligência Artificial (C4AI) - Equipe de Humanidades - Newsletter

Centro de Inteligência Artificial (C4AI) - Equipe de Humanidades

Para cancelar sua inscrição, clique aqui.
Se você recebeu essa newsletter de alguém e curtiu, você pode assinar aqui.
Curadoria cuidadosa de Centro de Inteligência Artificial (C4AI) - Equipe de Humanidades - Newsletter via Revue.
Av. Prof. Lúcio Martins Rodrigues, 370 - Butantã, São Paulo, SP - Brasil - 05508-020